NOTÍCIAS

27/07/2017 | Atualizado em (27/07/2017 - 15:35) Notícias, arquivo de notícias

Vereadores de São José contra o fechamento do Hospital Santa Teresa

Na manhã desta quinta-feira (27), os vereadores Alexandre Rosa (DEM), André Guesser (PDT), Antônio Lemos (PMDB), Carlos Eduardo Martins (PSD) e Jair Costa (PSD) participaram de manifestação contra o fechamento do Hospital Santa Teresa, em São Pedro de Alcântara. O encontro reuniu representantes da Grande Florianópolis, bem como população e autoridades locais em virtude da decisão do governo estadual de encerrar as atividades do hospital devido à falta de recursos.

 

"Não se pode falar em economia quando o assunto é saúde, que deveria ser a prioridade no governo estadual, assim como a educação e a segurança. O hospital, ao invés de ser fechado, deveria ser expandido para que se possa melhorar cada vez mais o atendimento à população de todo o Estado, que conta com o serviço público de saúde", ressaltou o vereador josefense Jair Costa.

 

Com 77 anos de existência, o Santa Teresa trata atualmente 37 pacientes na área de psiquiatria, além de 20 da retaguarda médica de hospitais de alta complexidade da região, como pacientes que se preparam para cirurgia bariátrica. Ainda possui um laboratório de dermatologia de referência estadual.

 

"O hospital foi por muitos anos uma mini-cidade, com prefeitura, rádio, cinema, delegacia e capela. A maioria dos imóveis está preservada e é utilizada pelos pacientes que ainda recebem tratamento", lembrou o vereador Carlos Eduardo Martins.

 

Na semana passada, a Secretaria de Estado de Saúde divulgou a seguinte nota acerca da situação do hospital:

"A Secretaria de Estado da Saúde (SES) montou uma equipe com técnicos para avaliar a situação do Hospital Santa Teresa. A possibilidade de fechamento da unidade não está descartada.

Serão uns 6 meses de estudo. A vocação para aquele espaço físico será apontada pela análise da equipe técnica. Também será analisada a situação de cada paciente da unidade.

A intenção da Secretaria é melhorar a gestão do dinheiro aplicado nas unidades hospitalares e estabelecer a vocação em cada uma delas, garantindo um melhor atendimento ao cidadão catarinense."

 

*Com informações do Diário Catarinense