NOTÍCIAS

28/08/2019 Notícias, arquivo de notícias

Câmara Municipal de São José instala Procuradoria Especial da Mulher

A Câmara Municipal de São José instalou a Procuradoria Especial da Mulher em solenidade realizada nesta terça-feira, 27 de agosto. Além disso, houve a posse da Procuradora no âmbito do Legislativo, bem como das três adjuntas: vereadoras  Alini da Silva Castro (MDB), Cristina de Sousa (PRB), Sandra Martins (PSDB) e Méri Hang (PSD) respectivamente.

 

Outra ação referente à Procuradoria Especial da Mulher foi a inauguração da sala no prédio da Câmara para acolher vítimas de violência que muitas vezes não encontram o amparo para irem à delegacia ou denunciar os agressores.

 

Procuradora eleita pelo Parlamento, a vereadora Alini Castro lembrou que a ideia da instalação surgiu em 2017 após visita à Câmara Municipal de Penha. "Naquele ano, eu e as vereadoras Cristina de Sousa e Gilmara Vieira Bastos estivemos na Câmara de Penha onde seria instalada a primeira Procuradoria Especial da Mulher em Santa Catarina e aí pensamos: se Penha tem a Procuradoria, São José também terá. Trouxemos o projeto ao presidente da Casa na época, Orvino de Ávila, que nos deu apoio e disse que teríamos o órgão. Demorou um pouquinho, mas neste ano, o vereador Michel Schlemper assumiu a Casa e fez com que o projeto tivesse o andamento e nós pudéssemos aprovar a Resolução da Mesa Diretora", ressaltou.

 

Já o presidente do Legislativo, vereador Michel Schlemper (MDB), citou a postura de todos os parlamentares na aprovação da Resolução nº 544/2019 por unanimidade. "A iniciativa desta Casa, em especial da Bancada Feminina, com apoio de todo o parlamento, em instalar a Procuradoria Especial da Mulher em nosso prédio vem em boa hora para colocar-se como um porto seguro na vida das mulheres de São José que estejam em situação de risco", destacou.

 

Além dos representes da Câmara Municipal, a instalação da Procuradoria contou com diversas autoridades: deputadas estaduais Ada de Luca e Marlene Fengler; presidente da OAB São José, Herta de Souza; Delegada da Delegacia de Proteção da Criança, Adolescente, Mulher e Idoso de São José, Mardjoli Valcareggi; Soldado da Rede Catarina, Gabrieli Bassan; além do vice-prefeito Neri Amaral e de integrantes das mais diversas secretarias municipais.

 

Todos esses órgãos foram mencionados pela vereadora Alini Castro como parceiros a fim de que a Procuradoria tenha êxito. A parlamentar ainda citou o grande número de pessoas que desejam participar do órgão como voluntárias.

 

Em sua fala, a Soldado PM Gabrieli Bassan, representando a Rede Catarina, afirmou que a violência contra a mulher não é só física: "Envolve aspectos financeiro, psicológico e moral, principalmente", elencou, frisando que a Rede Catarina está na ponta do atendimento às vítimas. "Somos a primeira autoridade em que a mulher tem contato fora da delegacia, o que acontece normalmente em suas casas".

 

Por fim, o vice-prefeito Neri Amaral pediu a participação de todos em prol da Procuradoria Especial da Mulher. "Saio daqui com o sentimento de que São José está fazendo sua parte e que essa missão é de vocês, mulheres, mas também é nossa", finalizou.