NOTÍCIAS

13/09/2018 Notícias, arquivo de notícias

Plano Diretor e violência contra a mulher são destaques em Sessão Ordinária

Na Sessão Ordinária desta quarta-feira, 12, o novo Plano Diretor de São José recebeu atenção dos parlamentares em suas falas na Tribuna. Durante o Expediente, os vereadores André Guesser (PDT) e Michel Schlemper (MDB) ressaltaram a importância do tema e o histórico desde a construção do projeto de forma participativa em 2015.

 

"O Plano Diretor vai dar o norte ao município quanto aos próximos 10, 15, 25 anos e como vamos conseguir corrigir os problemas de mobilidade e habitação, por exemplo", citou Schlemper, ainda destacando o rito da matéria até sua votação na Câmara. "Cabe ao grupo com entidades e representantes da prefeitura, liderados pelo Secretário da SUSP, trazer as ações e demandas que serão discutidas pela comunidade e pelos vereadores em audiências públicas", frisou.

 

Em sua manifestação, o vereador André Guesser ressaltou o acordo, após audiência de conciliação, entre o Secovi (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Santa Catarina) e o município. 

 

"O Plano Diretor é uma das peças mais importantes que a gente vai analisar futuramente. Espero ainda que a prefeitura possa atender todos os requisitos, como a inclusão de entidades representantes de classes nesse grupo formado para discutir a matéria", ressaltou Guesser.

 

De acordo com reportagem do Jornal Notícias do Dia, o Plano Diretor Participativo de São José começou a ser construído em 2015, por meio de uma consultoria contratada. O plano buscou informações da comunidade e entidades de classe. Quando estava nas audiências finais, o Secovi entrou com uma ação para questionar o processo. Uma decisão liminar parou a tramitação da nova legislação. Ainda segundo o texto, a matéria deve ser enviada à Câmara em 2019, como destacou, ao jornal, o Secretário da SUSP, Matson Cé.

 

Também durante a Sessão Ordinária, a vereadora Cristina de Sousa (PRB) elogiou evento realizado pela Bancada Feminina, na terça-feira, sobre violência contra a mulher. "A palestrante Érica Paes nos disse que de 193 países, o Brasil é líder em estupro e mortes. Não sabia desses números e fiquei perplexa. Realmente temos que fazer alguma coisa, lutar com as quatro vereadoras aqui da Câmara, fazendo políticas públicas e de conscientização para ajudar essas mulheres", salientou.

 

A próxima Sessão Ordinária acontece na segunda-feira, 17/09, às 16h.