NOTÍCIAS

24/04/2018 | Atualizado em (24/04/2018 - 15:11) Notícias, arquivo de notícias

Estabelecimentos devem inserir símbolo do autismo nas placas de atendimento prioritário

A Câmara Municipal de São José aprovou, na Sessão Ordinária desta segunda-feira (23), o Projeto de Lei nº 061/2017 que obriga os estabelecimentos públicos e privados a inserir o símbolo mundial do autismo nas placas de atendimento prioritário. A proposta de autoria do vereador Orvino Coelho de Ávila (PSD) servirá como parte de um plano de conscientização sobre o tema.

 

"Daremos um passo importante em nosso município para garantir o direito das pessoas com Transtorno do Espectro Autista, além de promover a conscientização da população em geral sobre a existência dessa realidade, assegurando o respeito e o tratamento adequado para este grupo de pessoas", justificou Orvino.

 

A matéria, que ainda volta ao Plenário para segunda discussão, recebeu voto favorável de todos os parlamentares presentes na Sessão, bem como manifestações de apoio à causa de alguns deles durante fala na Tribuna, caso da vereadora Alini Castro (PMDB). "Existe uma dificuldade em identificar o transtorno, por isso esse projeto é uma forma de garantir o direito dessas pessoas sem nenhum constrangimento", declarou.

 

Já o vereador André Guesser (PDT) citou a falta de conhecimento quanto aos sintomas e diagnósticos do autismo. "Nos anos 80, a cada 500 crianças, uma apresentava sinais do transtorno. Em 2016, este número caiu para um caso a cada 68 crianças. É um problema que está tão perto da gente, mas não sabemos identificá-lo", frisou o parlamentar, tendo sua fala acompanhada pela vereadora Méri Hang (PSD). "Há cerca de 400 crianças na rede de ensino municipal com deficiência e isso significa um desafio diário pedagógico. Temos convênios com a APAE, além das ações realizadas por grupo multiprofissional vinculado à Secretaria de Saúde. No entanto, ainda é de extrema importância o pré-diagnóstico familiar através de atitudes diárias", salientou.

 

Da mesma forma, o vereador Carlos Eduardo Martins (PSD) mencionou a importância do PL por seu apelo social, bem como o trabalho desenvolvido na Policlínica de Campinas. "Esta é uma causa coletiva que gera expectativa das famílias e pode tornar São José referência na área", destacou.

 

Ainda na discussão do projeto, o vereador Orvino Coelho de Ávila mencionou a confecção de uma carteirinha a pessoas com o transtorno a fim de facilitar a identificação das mesmas. "O autismo não é fácil de ser identificado por quem não tem um contato direto", completou.

 

Símbolo do autismo

A fita com quebra-cabeças é conhecida como o símbolo do autismo. É ela que deve estar afixada nas placas de atendimento prioritário nos estabelecimentos de São José, conforme foto anexa. De acordo com o site "Autismo em Foco", a fita representa o mistério e complexidade do autismo.